private label private label

Private label: entenda sobre os produtos com marca própria

6 minutos para ler

A terceirização não é um conceito novo, mas, especialmente no mundo da moda, ele tem chamado atenção ultimamente. Conhecido como private label, esse modelo de negócios está se expandindo rapidamente devido às vantagens que os produtos com marca própria, fabricados por terceiros, têm trazido para empresários e empreendedores de todos os tamanhos.

Hoje é possível encontrar private label em vários setores do mercado, de cartões de crédito a produtos alimentares. Na indústria da moda a marca própria também ganha cada vez mais espaço, sendo uma ótima estratégia para otimizar recursos e gerar valor para a marca.

Veja o que é e descubra algumas das principais vantagens em adotar o modelo.

 

O que é private label?

Private label é a contratação de mão de obra e produção industrial terceirizada para a criação de produtos próprios da marca comercializados no varejo.

Em outras palavras, você, que é o dono da marca, contrata uma outra empresa para produzir e/ou desenvolver os produtos que só serão vendidos no mercado com a sua marca.

Assim, no mundo da moda, por exemplo, você pode vender suas peças exclusivas mesmo não tendo uma linha de produção.

O modelo pode ser adotado por empresas de qualquer porte, terceirizando todo o processo ou apenas parte dele. Você decide de acordo com a sua estratégia.

Dessa forma, os produtos de marca comum são distribuídos para venda em estabelecimentos comerciais diferentes. Já os private label têm distribuição exclusiva pela empresa contratante e só são vendidos pelo varejo detentor da marca.

 

Como surgiu essa ideia?

A ideia de terceirizar a produção surgiu nos Estados Unidos com a II Guerra Mundial. Na época, as indústrias de armamento começaram a terceirizar a produção de armas como forma de acelerar o processo para dar conta da demanda.

Só que logo percebeu-se que esse tipo de negócio saía mais em conta do que comprar mais maquinário e pessoal para aumentar a produção.

A partir daí, com o fim da guerra, as empresas começaram a terceirizar outros tipos de produtos. No Brasil o private label começou na década de 70, com os genéricos, dando um salto qualitativo na década de 90, com os cartões de crédito.

Mas o modelo de negócio não parou de evoluir. Hoje já estamos na quarta geração, com o foco voltado para a geração de valor, aliando qualidade e preço acessível.

 

Modelo é adotado por grandes varejistas da moda

Um exemplo de como esse é um negócio lucrativo, é que o modelo é adotado pela maioria dos grandes varejistas de moda. As grandes lojas terceirizam toda a fabricação das peças e vendem para o consumidor final com sua marca.

No entanto, é preciso deixar claro outra vantagem estratégica: todo o conceito das coleções de moda, pesquisa e design são de responsabilidade do contratante. O mesmo acontece com a divulgação e administração dos pontos de venda.

Ou seja, todas as atividades referentes à gestão da marca são de responsabilidade da marca. Apenas a produção é contratada pelo modelo private label.

Mas uma das vantagens é que o private label pode ser usado mesmo por pequenas confecções, com todos os mesmos benefícios que têm os grandes varejistas.

 

Private label ajuda no fortalecimento de marca

Assim, o fortalecimento de marca (branding) é um dos pontos mais importantes do planejamento estratégico de qualquer empresa. Quanto mais você conhecer seu público-alvo, mais fácil será criar peças que atendam diretamente seus desejos e necessidades.

Com isso você está também passando uma boa imagem para o consumidor, mostrando o quanto se importa com ele e tem as soluções que ele precisa. Afinal, sua marca é seu grande ativo.

O private label permite que você exercite sua criatividade de forma mais ampla, porque você está contratando um know-how terceirizado para transformar suas ideias em realidade. Você idealiza e a empresa de private label executa.

Ao oferecer produtos exclusivos e de qualidade com preços mais acessíveis, você está abrindo as portas para a fidelização. Você gera mais interesse na sua marca e toda uma expectativa a cada nova coleção de moda.

 

Outras vantagens do produto de marca própria

O private label conquista cada vez mais áreas do mercado devido às vantagens que oferece. Na moda é uma grande chance de ter diferenciais competitivos e oferecer produtos exclusivos a seus clientes.

  • Permite uma maior margem de lucro, mesmo com o pagamento da empresa terceirizada. Com todos os custos de produção terceirizados, é possível aumentar a sua margem de lucro ou fazer um preço mais atraente para o consumidor, que conta com um produto de qualidade;
  • Não há necessidade de administração de recursos humanos, treinamento e capacitação de funcionários, aumento da equipe, logística, etc;
  • Não precisa de gerenciamento de produção, nem aquisição de maquinários ou upgrade de tecnologias;
  • Não requer grande investimento inicial.

 

Um negócio para não deixar escapar

Em resumo, o private label é um produto de marca própria, idealizado e vendido por uma empresa, mas cuja fabricação foi terceirizada. O resultado são peças exclusivas, de qualidade e com preços competitivos no mercado.

Essa terceirização traz várias vantagens, como economia com os processos produtivos, redução geral dos custos da coleção de moda, personalização dos produtos e fortalecimento da marca (branding).

Enfim, é um ótimo negócio que conquista cada vez mais empresários de todos os portes no mundo da moda e que só oferece vantagens.

A IZ Têxtil tem a solução perfeita para o seu negócio de moda. Venha conferir o nosso Plano Básico de private label e alavanque sua próxima coleção de moda!

Avalie este conteúdo
Posts relacionados

Deixe um comentário