Entenda como a cor Pantone pode ser um diferencial na sua coleção de moda - a imagem contém de xícaras de cor lilás Entenda como a cor Pantone pode ser um diferencial na sua coleção de moda - a imagem contém de xícaras de cor lilás

Entenda como a cor Pantone pode ser um diferencial na sua coleção de moda

4 minutos para ler

Criar uma coleção de moda é um exercício de criatividade praticamente ininterrupto. Mal acaba a produção de uma, já começam as pesquisas e os laboratórios para a criação da próxima. Neste universo, a cor Pantone, lançada todos os anos em dezembro, é uma ferramenta indispensável para o estilista.

A definição da cartela de cores para a coleção de moda é um dos passos mais importantes do processo. Ela precisa estar alinhada à sua mensagem, claro, mas também às principais tendências do mercado.

Afinal, são elas que mostram como seu público-alvo está reagindo às mudanças do mundo e impactando o comportamento na sociedade e os hábitos de consumo.

E é justamente aí que se encaixa a cor Pantone de cada ano. Para entender como isso é feito e porque é um diferencial, é preciso voltar um pouco atrás na história da Pantone.

 

Como surgiu a cor Pantone de cada ano?

Em 1963 o empresário Lawrence Herbert decidiu criar uma espécie de manual que contemplasse todas as cores de forma ampla, mas codificada para que os designers tivessem mais facilidade para colocar em prática seus projetos.

Esse sistema de cores é utilizado como referência gráfica em todo o mundo. Mas não é uma escala fechada, sendo atualizada sempre que um novo tom é criado e incorporado.

A partir de 1999, já pertencendo ao grupo X-Rite de calibração e medição, a Pantone passou a divulgar a cor do ano, definida a partir da análise dos acontecimentos nos 12 meses anteriores.

Assim, a primeira cor do ano foi a do ano 2000. Chamada de Cerulean, este tom de azul simbolizou a paz e a tranquilidade, sentimentos que todos esperavam que o novo milênio trouxesse.

Desde então, todos os anos a cor Pantone ajuda publicitários, designers, estilistas, decoradores, arquitetos, artistas e muitos outros profissionais a desenvolverem suas estratégias e projetos.

 

Por que a cor Pantone é importante para a coleção de moda?

Para chegar à cor Pantone de cada ano, a empresa conta com um time imenso de profissionais que reúne e analisa todos os principais acontecimentos dos últimos meses.

É um trabalho imenso e minucioso que considera todos os aspectos da sociedade: artes, marketing, filmes e exposições de sucesso, esportes, games de destaque, principais cores utilizadas nas redes sociais, a moda das ruas e das passarelas, arquitetura, etc – e até política e finanças.

Mas a cor Pantone não é lançada isoladamente. Ela é acompanhada por cartelas de cores e tons complementares, criadas especialmente para combinarem com a nova cor.

A questão é que, com isso, o próprio criativo economiza uma quantidade imensa de horas que seriam empregadas na análise do mercado. Assim, é possível usar a cor Pantone do ano para inspirar a sua própria paleta de cores da próxima coleção de moda.

 

Crie a sua própria paleta de cores

Dessa forma, não é difícil entender por que a cor Pantone tem tanta influência no mundo da moda. O tom procura expressar a história que está sendo feita, que está sendo construída naquele momento da sociedade. Exatamente como a moda reflete o sentimento e o comportamento das pessoas em relação ao que acontece ao seu redor.

A ideia, então, é que ela sirva de inspiração para o estilista criar a paleta de acordo com o DNA da marca, o público-alvo e o conceito da coleção de moda.

Assim, depois de revisar todo o material pesquisado, geralmente a cartela tem entre seis e 12 cores, além do branco e do preto, para cada segmento.

É preciso definir as cores principais, de acordo com a personalidade dos modelos e que aparecerão em maior quantidade, e as complementares, aquelas dos detalhes, como recortes e aviamentos.

 

Ganhe mais sustentabilidade para sua coleção

Lembre-se que, como a cor Pantone é baseada em uma ampla pesquisa de mercado, ela tem a representatividade do momento, ajudando a emprestar sustentabilidade à coleção de moda.

Porém não deve engessar sua coleção, devendo ser usada como referência, ajudando a compreender melhor as tendências. Aproveite as cartelas complementares da Pantone para testar combinações e criar seu moodboard.

Não esqueça de testar as cores em diferentes tecidos, fazendo um pareamento em amostras físicas além das digitais. Assim você e sua equipe chegam a resultados mais próximos do real e aumentam e podem melhorar cada vez mais o processo de concepção da sua coleção de moda.

 

Continue acompanhando o Blog da IZ Têxtil e receba as melhores dicas e novidades para a sua coleção de moda!

 

[Private Label] Confira o nosso guia da Private Label e tenha informações completas.  | IZ Têxtil

 

5/5 - (1 vote)
Posts relacionados

Deixe um comentário